quinta-feira, 19 de agosto de 2010

ONIMUSHA 3!





"O que será que ela quis dizer... 5 letras, começando com a letra A (?)"

Sim... Estou postando ao som de Engenheiros do Hawaii e, se me permitem, gostaria de expor aqui minha sincera opinião sobre esse fenômeno musical brasileiro. Meu primeiro contato com a banda foi há milhões de anos, naquele comercial da Raider, vocês lembram? "Se tudo passa, talvez você passe por aqui... e tananam." Tempos depois, muito tempo... quando eu estava com uns 18 anos, meu amigo oculto pediu de presente o DVD do Acustico MTV da Banda. Não seicomo funciona ai na sua cidade, mas aqui, as pessoas escolhem os presentes que querem ganhar dos seus amigos ocultos e, na maioria das vezes, até estipulam o valor, tudo muito sem graça, mas evita narizes torcidos e mantém a paz na festa. Então, comprei o tal DVD e, claro, copiei para o meu PC antes de presenteá-lo. Ouvi uma... duas... três... dez (!) vezes e gostei do ouvi... Batida legal... a voz do cara é diferente... As letras... bem, não prestei muita atenção a elas, mas pareceram-me interessantes...
Como era de se esperar, baixei todas as demais musicas da galera. E ouvi repetidamente, como toda pessoa normal faz, meio sem saber porquê. Passando a fase prazerosa do processo, deu-se, naturalmente, a fase análitica, é que quando você não tem mais nada que sorver da canção e passa a prestar atenção ao que a letra diz, porque a priori, a harmonia é o que mais nos seduz nas canções. E... o que eu vi, me surpreendeu.
Imagina a minha decepção ao desvendar o processo criacionista das canções tão contagiantes dessa banda tão consagrada! eu percebi que elas não tinham, absolutamente (ABSOLUTAMENTE) o menor sentido! Não passavam de um monte de frases, compostas por paradoxos e antíteses combinados inteligentemente para soar interessante. Não desmereço, de forma alguma, a genialidade única do processo (eu, pelo menos, nunca vi isso em nenhum outro lugar), mas... porque alguém faria músicas que, simplesmente, não dizem nada de útil! Pior! Que soam até mesmo idiotas, algumas vezes. Não sei! Mas não faz sentido! E nos contagia, porque soam inteligentes... e alguns ainda se atrevem a afirmar que entendem tudo! Acho que eles aplicam aquele golpe da "roupa invisível do Rei" nos fãs onde "apenas os inteligentes podem nos compreender", quando na verdade e tudo uma falta de noção bem enorme de grande!
Você já viu isso antes? Pessoas sendo ludibriadas pelas canções!!!

Bem.... "O que será que ela quis dizer... 5 letras, começando com a letra A (?)" ????
As vogais! Aquelas que aprendemos no pré-escolar!
A-E-I-O-U!!!!

Entendeu, o que eu quis dizer??????

Caramba! Eu me esqueci de postar as imagens do Making OFF das armas do Dante no post de ontem.. Eu farei isso, algum dia!

Corrigindo erros gritantes:
O nome de uma das armas é Ebony e não Elbony como eu escrevi no post (a moça não é parente da Elba Ramalho - essa foi péssima!)! Tá corrigido!
Hoje me atenho a falar, dentre outras coisas que irão surgindo enquanto digito, do Game Onimusha 3. Eu sei que eu disse aqui, inúmeras vezes, que odeio games, e isso ainda é verdade! Mas abro uma exceção para o Onimusha 3, para o Packman (come-come do Atari, vem não que você também chamava ele assim!) e pra cobrinha do Nokia 1100, aquele com lanterninha que hoje em dia vale mais que um N95. Então, um belo dia, instalaram o game no meu PC e eu, como quem não quer nada, comecei a jogar. Dai pro vício infernal foi um pulo! E eu não comia mais, não dormia, não estudava (isso eu já não fazia de qualquer forma, he-he-he), joguei impulsiva e compulsivamente! E as teclas do teclado começaram a apagar. Era bom demais!!!!! Cada teclinha era um golpe diferente! E eu matava os esqueletos malditos do mal com minha espada poderosa! Que eu incrementava sempre que sugava a energia deles! Depois foram as bolhas asquerosas e inúteis que eu destruía com apenas alguns golpes simples! E o cientista doido malvadão, e surgiu o Jean Reno!!!! E aquela policial inútil (odeio mulheres inúteis nos games)! O Samanosuke arrasava!!!! Eu arrasavaaaaa através dele! Matava todo mundo mesmoo!!!!!! Sem do! Ai chegou no final! cara! Não conseguia passar da fase de jeito nenhum! E baixei o detonado, porque, se eu não finalizasse o game logo, morreria de inanição. Mousssss, quando eu terminei! a sensação de dever cumprido! e a maldita tendinite mal me deixavam dormir!
Tive uma inflamação no punho! por conta do ritmo frenético em que tinha que teclar para matar todos aqueles esqueletos malditos e monstros super poderosos! e manusear minhas armas fodásticas que brilhavam no escuro!!!!!
Mas meu braço estava malz. E fazia creco-creco sempre que eu penteava o cabelo ou escovava os dentes. Tive que ver um ortopedista (já fazia três dias que eu não penteava o cabelo). Tentei convence-lo de que aquilo era consequência no meu esforço repetitivo no trabalho e que, por tanto, necessitaria de um afastamento de... sei lá, uns 15 dias para mehorar! Ele, como sabia que eu trabalhava com PC no SAMU (ele me perguntou no inicio da consulta e eu falei), me disse que meu trabalho não era suficiente para causar uma inflamação daquelas no tendão e que, provavelmente, era por causa de MSN e games. E ainda perguntou se eu achava que ele era bobo. "Não custava tentar", eu respondi, rindo sem graça. Passou um anti-inflamatorio e logo o creco-creco passou e eu pude ser feliz de novo. Mas valeu a experiência, games são legais, eu os repudio apenas para entreter!

Esse Samanosuke é mesm omuito sexy!!!!!

Abraço da gorda!

3 comentários:

  1. Eu sou fã de engenheiros e acho que as letras fazem sentido, mas se quiser me provar o contrário...Me lance um desafio, diga qualquer música da autoria dos engenheiros que eu lhe direi o sentido.

    ResponderExcluir

Deixe seu recado após o beep.