segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Luto...



"Paciente encontrado desacordado no leito da pista após tombamento de caminhão, não possui qualquer identificação. Não vai viver." Foi o que disse a voz, friamente, do outro lado da linha.

Não... Eu nao estou tentando iniciar um conto... Essa foi a frase que acabo de ouvir ao telefone. Eu estou postando no Blog, vocês estão dormindo (3:47 da madrugada), meu colega do lado joga muito animadamente um game emocionante no computador, e alguém não identificado está morrendo num hospital qualquer. A família nem sabe... A mãe não sabe, a esposa não sabe, talvez tenha filhos... e eles também não sabem... e ontem dia dos pais... As vezes eu penso, penso mesmo! se vale a pena viver a vida como a gente vive. Sempre se privando de tudo. Descartando as oportunidades de viver fortes emoções. E minha resposta é categoricamente, não!!!! Sempre nos privando do melhor. Sempre trabalhando demais. Sempre gritando, xingando, murmurando! E um cara desconhecido morrendo, sua vida esvaindo, enquanto vocês dormem... Eu sempre procurei viver minha vida de uma boa forma, e ha pouco descobri que a minha boa forma de viver não é suficiente, adequada. Nunca é! Viver simplesmente não basta? Não! Temos sempre que pensar na causa e efeito de tudo. Temos que usar de táticas napoleonicas pra tudo! Ontem alguém, em vão (provavelmente) tentou me ensinar as táticas de guerra do amor (sim, isso existe!). E para tal, usou da teoria econômica de Adam Smith, a Lei da Oferta e da Procura e ainda disse: você estuda administração, sabe disso melhor que eu! (Ha-ha-ha! desdenhando) Fools! Disse-me, quando se é disponível demais, o interesse se esvai... ou seja, se você se "oferecer" a procura tende a cair. Então, não ligue mesmo que sintas saudades enormes daquela voz... Não olhe as fotos para que não se lembre daquele alguém... bloqueie o MSN, delete do Orkut, morda os dedos até sangrarem sempre que sentir vontade chamar! de procurar, de ouvir, sentir, viver... Lute contra si mesmo! Faça de si seu próprio algoz. É quase um masoquismo... E assim, a ansiedade aumenta e causa até um sofrimentozinho, uma angustiazinha, nada que mate... mas incomoda muito. Faz parte, dizem. Está no livro que vou te emprestar! (isso mesmo, existem livros que sabem tudo sobre nós e o que sentimos! Não é ótimo?! Adoramos manuais de instruções!) Isso é ser tático. Tático no amor. O bom e velho "se fazer de dificil".
Ah! Pobre de mim! Estou fadada a sofrer... Não... por mais racional que eu seja (ou fui outrora), não consigo, jamais conseguirei aplicar Adam Smith ao meu coração... O que a economia entende de amor?! Vou viver intensamente! Carpe Diem!, fazer o que me der vontade, apenas viver com liberdade... e acarcar com as consequencias disso de cabeça erguida (ok, nem sempre tão erguida). Mas nunca se sabe... Talvez amanhã, sejamos um de nós o paciente não indentificado no leito da pista... Que não vai viver...

Pense nisso e responda-me....



Sem armas ou animes por hoje... A NiponCosplay está de luto pelo homem desacordado não identificado encontrado no leito da pista... E não viveu.... E nem viveu...

Um bom dia a todos os que vivem...

2 comentários:

  1. Caramba,
    precisava ouvir td o que foi posto, valeu
    OO

    PS: May-Chan aqui!
    =3~

    ResponderExcluir

Deixe seu recado após o beep.